notícias

Exército vai definir quais armas brasileiros podem comprar em 60 dias

23

maio

O decreto do governo de Jair Bolsonaro que trata das regras sobre as armas no País, publicado nesta quarta-feira (22), determina que o Exército defina, em 60 dias, quais armas poderão ser adquiridas pelos cidadãos comuns. No início de maio, o governo havia publicado um decreto que aumentou a potência das armas que poderiam ser adquiridas para o cidadão comum para até 1.200 libras e 1.620 joules de energia cinética. Essa ampliação abriu a possibilidade de que cidadãos adquirissem armas que, até então, eram de uso restrito da polícia, como as pistolas 9 mm e .40. Nessa categoria, também se enquadra o fuzil semiautomático T4, segundo a Taurus, que fabrica o armamento.O novo decreto mantém a ampliação do limite de 1.200 libras e 1.620 joules. Mas a relação de armas que vão poder ser adquiridas pelo público em geral ainda precisa ser definida pelo Exército. É nesse prazo que a corporação definirá o que é arma de fogo e munição de uso permitido e o que é arma de fogo de uso restrito (reservada a algumas categorias, como policiais e militares das Forças Armadas).
Endereço da Rádio São Lourenço: Rua Dr. Pio Ferreira 453 centro cep.: 96170-000 São Lourenço do Sul- RS

envie seu comentário...

Opps! preencha corretamente os dados

enviar

peça seu som...

Opps! preencha corretamente os dados

enviar